Cadernos de Campo: Revista de Ciências Sociais https://periodicos.fclar.unesp.br/cadernos <p><span style="font-weight: 400;">A Revista Cadernos de Campo é uma publicação semestral editada pelos discentes e docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (FCLAr) da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP). O periódico tem por finalidade a divulgação de pesquisas e de trabalhos científicos produzidos por pós-graduandos e docentes do campo das ciências sociais. Prioriza-se o caráter acadêmico dos trabalhos e dos diálogos travados com as subáreas da antropologia, da ciência política e da sociologia, incluindo áreas afins, tais como história, geografia, pedagogia, economia, relações internacionais e filosofia, a fim de abranger um variado leque de áreas nas humanidades. A estruturação da revista admite tanto a publicação de dossiês temáticos quanto de artigos livres e de colaborações especiais. </span></p> Faculdade de Ciências e Letras - Unesp - Araraquara. pt-BR Cadernos de Campo: Revista de Ciências Sociais 1415-0689 <div><span>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</span></div><div> </div><div>Artigos são licenciados sob a <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" target="_blank">Licença Creative Commons Attribution</a> (CC-BY).</div><div> </div><div><span>Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. É a licença mais flexível de todas as licenças disponíveis. É recomendada para maximizar a disseminação e uso dos materiais licenciados.</span></div><div> </div> Voto impresso? https://periodicos.fclar.unesp.br/cadernos/article/view/17962 <p>Este artigo tem como objetivo analisar os posicionamentos sobre o voto impresso no período de 27/06/21 a 17/07/21 no Twitter, considerando a relevância do tema no cenário político brasileiro. O foco da análise está em estudar: (1) os argumentos que contestam ou apoiam o voto impresso; (2) as possíveis estratégias utilizadas por Bolsonaro ao defender essa medida; e (3) os principais traços que caracterizam os posicionamentos em relação ao assunto. Para isso, foi realizada uma revisão teórica sobre o sistema eleitoral e as estratégias populistas, seguida por uma análise de conteúdo para compreender diversos aspectos da discussão. Os resultados indicaram que a implementação do voto impresso não é considerada uma abordagem viável e que as declarações de Bolsonaro possuem uma natureza ideológica populista, em vez de um embasamento técnico. No Twitter, predominou o grupo que apoia a proposta de voto impresso.</p> Kaique Mancoso Francisco Robson Pereira Roque Copyright (c) 2024 Cadernos de Campo: Revista de Ciências Sociais https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-03-04 2024-03-04 e024002 e024002 10.47284/cdc.v24i00.17962 Corpo, fitness e publicidade https://periodicos.fclar.unesp.br/cadernos/article/view/16800 <p>Neste artigo, são discutidos os discursos <em>fitness</em> gerados na era digital, com foco na análise dos conteúdos produzidos pela influenciadora e “musa fitness” Gabriela Pugliesi por meio das plataformas digitais. Utilizando uma abordagem semiológica, foram analisadas postagens feitas por ela no Instagram ao longo de 2020, destacando como seus conteúdos contribuem para os discursos <em>fitness</em> e se conectam com estratégias publicitárias conforme as demandas do ambiente digital. O argumento central é que a influenciadora associa os produtos que promove à sua própria imagem corporal, utilizando sua vida pessoal e cotidiana para promover e vender um estilo de vida saudável e feliz. Nesse contexto, os discursos em torno de sua corporalidade, vista como desejável e aspiracional, acabam por marginalizar os corpos que não se enquadram nos padrões fitness, os quais são submetidos a processos de normalização.</p> Marcelo Salamoni Rafaela Oliveira Borges Copyright (c) 2024 Cadernos de Campo: Revista de Ciências Sociais https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-03-04 2024-03-04 e024003 e024003 10.47284/cdc.v24i00.16800 Contribuições da neurociência na mensuração do impacto emocional em campanhas publicitária com o uso do EEG https://periodicos.fclar.unesp.br/cadernos/article/view/16662 <p>A mensuração de impacto publicitário sempre foi um desafio para o campo de estudo. A neurociência do consumo contribui, nesse caso, com soluções científicas importantes quando traz métricas avaliativas para os processos de atenção e interesse. Este artigo apresenta a análise de um filme publicitário no segmento de cerveja utilizando EEG (eletroencefalografia) de baixa resolução, visando a avaliação do impacto emocional quando os pesquisados são expostos ao estímulo publicitário. O avanço da tecnologia <em>Brain Computer</em> Interface levou a dispositivos que conseguem capturar as frequências elétricas superficiais do cérebro e oferecessem uma oportunidade para utilização destes dados na avaliação da propaganda. Os resultados obtidos com o estudo demonstram que foi possível capturar efeitos significativos nas atividades elétricas do cérebro entre grupos de consumidores, contribuindo para a tomada de decisão mercadológica. A proposta desta pesquisa é demonstrar diferentes possibilidades de análises métricas publicitárias, quando aplicadas perspectivas multidisciplinares, neste caso com o uso da neurobiologia no campo das ciências sociais.</p> Airton Rodrigues Letícia Salem Herrmann Lima Copyright (c) 2024 Cadernos de Campo: Revista de Ciências Sociais https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-03-04 2024-03-04 e024004 e024004 10.47284/cdc.v24i00.16662