https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/issue/feed DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação 2021-04-20T00:00:00-03:00 Prof. Dr. Paulo Rennes Marçal Ribeiro revistadoxafclar@gmail.com Open Journal Systems <p>A <strong>DOXA – Revista Brasileira de Psicologia da Educação</strong> é um periódico com 22 anos de existência que reúne em seus números artigos científicos das grandes áreas de Psicologia e Educação. A qual tornou-se uma das revistas oficiais da Faculdade de ciências e Letras. A revista sempre foi publicada na forma impressa. Em 2017 passamos a integrar no Open Journal system/OJS - publicações online. Até 2020, a periodicidade era semestral, (jan./jun. e jul./dez).</p> <p><strong>Em 2021,</strong> a DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação inicia sua nova trajetória, passa a ser um periódico de <strong>Publicação Contínua</strong>, dessa forma visa contribuir na agilidade no processo de publicações de artigos aceitos após avaliação às cegas por pares, não necessitando aguardar uma edição. Essa nova forma de publicação garante maior visibilidade das pesquisas e de seus autores. E a revista atualmente está alocada no NUSEX - Núcleo de Estudos da Sexualidade.</p> <p><strong>As submissões são de fluxo contínuo.</strong></p> <p>Nos últimos anos, 2017-2020, a revista alcançou várias indexações, visibilidade, citações e reconhecimento de sua qualidade. E em 2020 passou a publicar no formato bilíngue, pois o processo de internacionalização é essencial para as publicações dos pesquisadores brasileiros e internacionais.</p> <p>As publicações da DOXA versam sobre as Grandes Áreas da Psicologia e Educação, incluindo especialmente as subáreas em sua interface:</p> <p>Psicologia Educacional;</p> <p>Saúde Mental;</p> <p>Psicologia do Desenvolvimento;</p> <p>Atendimento Institucional;</p> <p>Psicologia na Saúde Pública;</p> <p>História da Psicologia;</p> <p>História da Educação;</p> <p>Avaliação;</p> <p>Tecnologias de Informação e Comunicação em Educação;</p> <p>Formação de Professores;</p> <p>Sexualidade e Educação Sexual;</p> <p>Estudos de Gênero;</p> <p>Educação Especial e Inclusiva;</p> <p>Educação de Jovens e Adultos;</p> <p>Educação Superior;</p> <p>Culturas Escolares; dentre outros afins</p> <p> </p> <p><strong>Qualis B2 (2017-2018) – Avaliação Preliminar CAPES.</strong></p> https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/14296 Alfabetização na perspectiva do letramento durante a pandemia 2021-03-02T23:13:16-03:00 Fatima Ali Abdalah Abdel Cader-Nascimento fatimacader167@gmail.com Joanna D’arc Lima da Silva Sarmanho joanna.lima@gmail.com <p>A escola possui um papel crucial na inserção do estudante em práticas sociais e culturais da leitura e da escrita, o que nem sempre ocorre. Assim, o objetivo da pesquisa, foi resgatar a aprendizagem desses processos com um estudante de 11 anos, a partir das contribuições com os pressupostos teóricos da psicologia histórico-cultural. O desenvolvimento do estudo fundamentou-se em sondagem, intervenções e avaliação final. Dados iniciais mostraram ausência de consciência da articulação dos fonemas, hipersegmentação ou hipossegmentação e monotongação. A intervenção consistiu em atividades baseadas na leitura de histórias, interpretação, registro escrito, receita de bolo, leitura labial de fonemas e exercícios de atenção seletiva. Os resultados finais apontaram ampliação da atenção seletiva, da percepção, da memória, da criação de estratégias cognitivas para leitura e escrita, do reconto oral das histórias para a comunidade e do domínio da natureza da língua escrita. Por meio da presente pesquisa, revelou-se a importância do acompanhamento mais individualizado dos processos de ensino e aprendizagem, com altruísmo e expectativas positivas do mediador em relação ao acesso à leitura e escrita.</p> 2021-04-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/14392 Temática deficiência em grupos de pesquisa em psicologia do CNPQ 2021-02-23T21:34:01-03:00 Raíssa Matos Ferreira raissa.ferreira@cedu.ufal.br Adélia Augusta Souto de Oliveira adeliasouto@ip.ufal.br <p>Este artigo teve como objetivo mapear a produção científica de pesquisadores da área da Psicologia que investigam a deficiência no Brasil. Foi realizada uma metassíntese de 40 artigos, de 3 grupos de pesquisa, do Diretório dos Grupos de Pesquisa e Currículo Lattes. Os grupos de pesquisa estão localizados na região Sudeste, sendo 2 deles vinculados à Universidade de São Paulo (USP), criados em 2002, e o outro, à Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), criado em 2012. Os resultados indicam a presença das perspectivas teóricas Winnicottiana, Sócio-Histórica, Histórico-Cultural e das Representações Sociais, das concepções de deficiência, Educação Especial/Inclusiva, acessibilidade e empregabilidade, de documentos nacionais e internacionais de garantia de direitos e do uso do método qualitativo, com a participação de crianças e adultos. Conclui-se que as produções estabelecem interlocuções entre as áreas da Psicologia e Educação, e contribuem nas discussões sobre a inclusão da pessoa com deficiência.</p> 2021-04-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/14541 Possibilidades de atuação do psicólogo escolar diante de dificuldades no âmbito escolar 2021-03-02T23:12:51-03:00 Elisabeth Rossetto erossetto2013@gmail.com Fabrício Duim Rufato fabricio-rufato@hotmail.com Geovane dos Santos da Rocha geovanesdarocha@outlook.com <p>Na atualidade, vários fatores têm refletido no ambiente escolar, tais como a hiperatividade, a desatenção e o desinteresse. Diante de tais situações, os agentes escolares têm buscado contribuições da psicologia para melhoria das queixas apresentadas. À vista disso, o presente artigo, embasado nas contribuições da Psicologia Histórico-Cultural, objetiva desenvolver um estudo teórico bibliográfico das possibilidades de atuação do psicólogo escolar diante de dificuldades comportamentais no ambiente escolar. Tais possibilidades de atuação são divididas conforme os focos de ação: os agentes escolares, os alunos, os responsáveis e/ou a comunidade escolar. Espera-se, por meio deste estudo, que os conhecimentos da psicologia possam tornar-se cada vez mais difundidos e servir de instrumentos mediadores para o processos de ensino e aprendizagem.</p> 2021-04-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/14898 A formação docente: entre a regulação e a emancipação 2021-03-15T20:05:33-03:00 Sandra Cristina Morais Souza profsandrapsico@gmail.com <p>Muito se tem falado acerca da formação docente. Não se trata de um discurso novo; entretanto, ganha a cada dia novos contornos, pois há uma preocupação latente quanto à formação de professores. Essa preocupação não diz respeito apenas à legitimidade dessa formação, mas ao modo como ela está ocorrendo, suas reais condições e seus cenários. O debate sobre formação de professores sempre esteve presente no cenário educacional brasileiro, girando em torno da docência, do currículo, da relação professor e aluno, do processo de ensino e aprendizagem e da articulação entre teoria e prática. Assim, trazemos para o foco de nossa discussão, o contexto político, econômico, cultural e social em que essas relações acontecem. As transformações que vêm ocorrendo em nível mundial, em especial os relacionados ao fenômeno da globalização, os avanços científicos e tecnológicos, além da adesão de um projeto neoliberal para educação, trazem consigo uma exigência imediata e urgente no sentido da profissionalização do magistério. Tudo isso motiva o questionamento com relação à formação e à atuação dos professores frente aos desafios impostos pela sociedade capitalista.</p> 2021-04-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/14656 O oráculo da noite: autoconhecimento e construção do futuro 2021-02-23T21:27:47-03:00 Rita Braga ritaeducativo@gmail.com <p>Esta resenha pretende apresentar o livro de Sidarta Ribeiro, “O oráculo da noite: a história e a ciência do sonho”, como uma leitura pertinente para a formação de professores, por abordar tópicos relevantes para o desenvolvimento integral e para formação cidadã. A obra traz contribuições tanto por meio do denso conteúdo científico que propõe registrar quanto por sua estrutura estilística e editorial. O relato sobre os desafios para comprovação de teorias freudianas – conectado a tantos outros – revela-se como um exemplo acessível acerca do rigor e da complexidade dos processos científicos, que enfrentam hoje ondas de negacionismo generalizado. O texto guarda ainda outras qualidades, sobretudo, pelo modo ético como conduz as análises, com distinções entre fatos e hipóteses, confrontando respeitosamente, várias perspectivas históricas, sociais e culturais.</p> 2021-04-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação