A dimensão comunicativa e a performatividade nos cultos da Igreja Mundial do Poder de Deus

Autores

  • Elisa Rodrigues Doutoranda em Ciências Sociais. UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – Pós-Graduação em Ciências Sociais. Campinas – SP – Brasil.

Palavras-chave:

Etnografia, Igreja Mundial do Poder de Deus, Religião, Mídia,

Resumo

Este artigo discute a relação entre religião e mídia como parte do estudo etnográfico que tem sido realizado junto à Igreja Mundial do Poder de Deus. O problema consiste em perceber como o uso desse aparato tecnológico incide sobre a produção social da crença e, particularmente, na compreensão das noções de testemunho e milagre, ambas terminologias conhecidas de cristãos (católicos e protestantes) que voltam à cena central, revestidas de certa discursividade visual e performática. A comunicação é aqui entendida como dimensão que torna pública as controvérsias que no campo religioso são desencadeadas conforme certo jogo de demandas e expectativas relativas ao cotidiano, quanto à realização de milagres, curas e outras benesses desejadas.

Biografia do Autor

Elisa Rodrigues, Doutoranda em Ciências Sociais. UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – Pós-Graduação em Ciências Sociais. Campinas – SP – Brasil.

Elisa Rodrigues possui Graduação em Sociologia e Política (FESP-SP), Teologia (FTBSP) e Mestrado e Doutorado em Ciências da Religião (UMESP). Desenvolve atualmente o segundo doutorado na área de Ciências Sociais, linha Cultura e Política (UNICAMP). Pesquisa temas relacionados à religião, especialmente, protestantismo, pentecostalismos e (neo)pentecostalismos, catolicismos, religião e espaço público, religião e secularismo, religião e mídia, religião/modernidade/pos-mdernidade, religião-identidade-cultura e hermenêutica de textos sagrados.

Downloads

Publicado

09/08/2013