REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão: Notícias https://periodicos.fclar.unesp.br/redd <p align="justify">A<strong> Revista Espaço de Diálogo e de Desconexão - REDD</strong> - é uma iniciativa do Grupo de Pesquisa Temático Trabalho e Trabalhadores, em funcionamento na Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - UNESP há mais de 10 anos. Sua área de atuação é Sociologia do Trabalho e Sociologia Rural, trabalhando para a formação de estudantes de iniciação científica, de mestrado e de doutorado, assim como, atuando no meio acadêmico e científico com publicações, na organização de eventos e em pesquisas dentre outras atividades do gênero.</p> pt-BR Tue, 14 Jul 2020 11:38:41 -0300 OJS 3.3.0.3 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 CHAMADA PARA PROPOSTA DE DOSSIÊ TEMÁTICO: 2020/2021 https://periodicos.fclar.unesp.br/redd/announcement/view/69 <p><strong>Regras para Proposta de Dossiê</strong></p><p>Proposta de Dossiê – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão - REDD</p><p><strong>A proposta deve conter:</strong></p><p>- Nome dos proponentes e organizadores, assim como suas respectivas titulações, vínculos institucionais e principais linhas de pesquisa (pelo menos um dos proponentes deverá ter a titulação de Doutor);</p><p>- Definição da temática e delimitação da abrangência dos artigos a ser submetidos;</p><p>- Justificativa contendo relevância do tema, viabilidade do dossiê (por exemplo, se já há artigos prontos para publicação, se é fruto de GTs, possibilidade de convite a especialistas nacionais e/ou estrangeiros); pertinência e originalidade na abordagem do tema proposto.</p><p>Após a aprovação da proposta pela Comissão Editorial da REDD, os organizadores do dossiê deverão elaborar uma chamada pública de artigos, a ser publicada no site da Revista, contendo também um cronograma com os prazos de submissão, avaliação dos artigos e divulgação dos resultados, ajustes dos artigos aceitos e envio do dossiê à Comissão Editorial.</p><p><strong>Regras para dossiês</strong></p><p>1.Os dossiês deverão ter no mínimo 5 e no máximo 7 artigos.</p><p>2.Quem for organizar o dossiê não precisará se preocupar com os artigos avulsos que sempre são publicados.</p><p>3.O organizador do dossiê em consonância com o Editor-Chefe, deverão submeter cada artigo ou o conjunto de artigos a pelo menos DOIS pareceristas (um parecerista pode avaliar mais de um artigo, caso haja necessidade).</p><p>4.Todos os artigos deverão ser submetidos através do portal eletrônica da revista.</p><p>5.Os artigos devem ser escritos de acordo com as normas da revista, disponíveis no <a href="/redd/about/submissions#authorGuidelines">https://periodicos.fclar.unesp.br/redd/about/submissions#authorGuidelines</a>. Os artigos devem ter no máximo três autores.</p><p>7.Alguns dos artigos do dossiê podem ser de autores convidados, e outros devem ser selecionados a partir de chamada pública de artigos a ser feita no site da Revista.</p><p>8.De preferência, deve haver pesquisadores internacionais ou brasileiros de renome internacional entre os convidados a participar do dossiê.</p><p>9.Todos os artigos, mesmo os de convidados, devem ser submetidos a parecer anônimo.</p><p>10. Sugere-se que o Dossiê proposto apresente, ainda, dois itens conforme se segue:</p><p>- Resenha de livro;</p><p>- Entrevista com pesquisador inserido em uma rede de pesquisa nacional/internacional;</p><p>- Biografia de teórico com apresentação de suas contribuições às Ciências Sociais.</p><p> </p><p><strong>Referências da proposta</strong></p> https://periodicos.fclar.unesp.br/redd/announcement/view/69 Tue, 14 Jul 2020 11:38:41 -0300 CHAMADA PARA DOSSIÊ "Sociologia Econômica: novos olhares em novas gerações" https://periodicos.fclar.unesp.br/redd/announcement/view/64 <p class="CorpodoTexto">Segundo Granovetter (1994), o que diferenciaria a sociologia econômica contemporânea daquela produzida pelos clássicos é o fato que esta última tem considerado, em suas análises, o núcleo duro da economia, o mercado, aproximando pesquisadores de diversas áreas, sociologia, antropologia, ciência política, administração, economia, dentre outras.</p><p class="CorpodoTexto">No seu fazer sociológico, esta importante área do conhecimento desconhece fronteiras disciplinares e estabelece um grande e amplo diálogo com disciplinas vizinhas, como as sociologias do trabalho, urbana, rural e das organizações, por exemplo. Além disso, trabalha em diálogo constante com a História, a Antropologia, a Economia e a Ciência Política e, da mesma forma, trabalha afinada com a literatura internacional e investe em densas pesquisas de campo, com especial ênfase nos elementos motivadores dos principais processos de transformação da sociedade contemporânea no último quartel do século XX e nas primeiras décadas deste século XXI, onde os mercados agem com uma gana cada vez maior de dominação e determinação do fazer humano, produzindo a necessidade de novos olhares sobre a realidade social para além dos “clássicos” das ciências sociais, mas sem desprezá-los amiúde, pois muitas de suas categorias são submetidas ao sério processo de confrontação com a realidade e o diálogo entre categorias de análise é fundamental para se perceber o papel dos grupos sociais na realidade atual.</p><p class="CorpodoTexto">No que se refere à sociologia econômica brasileira, existem pelo menos quatro textos que fazem um importante balanço sobre a sociologia econômica no Brasil (RAUD, 2009; LOPES JUNIOR, 2002; 2012; VERETA-NAHOUM, 2016). Todos os analistas do campo concordam em alguns pontos: a sociologia econômica brasileira é um tipo de sociologia política e a sociologia econômica inova em temas e estratégias metodológicas, em função da interdisciplinaridade<a title="" href="applewebdata://1615E801-7F79-40E2-82E5-A366472409DC#_ftn1">[1]</a>, onde o debate entre as categorias fundamentais das ciências humanas com as da sociologia são postas à baila neste processo de confrontação e compreensão da realidade social e de como são produzidos os novos olhares sobre esta realidade. É, ainda, consenso na literatura, a necessidade em se preparar uma nova geração de sociólogos da economia, visando provocar a nova geração de pesquisadores das ciências sociais e humanas em geral a necessidade de produzir um debate qualificado, dar continuidade a este projeto intelectual estabelecido e apontar os possíveis novos cenários para a elevação da qualidade deste debate no futuro.</p><p class="CorpodoTexto">Buscando incentivar o interesse pela sociologia econômica nas novas gerações de estudantes e pesquisadores, propomos esse Dossiê, que deverá trazer a contribuição de jovens pesquisadores interessados neste campo de estudo em franca expansão que é a sociologia econômica.</p> https://periodicos.fclar.unesp.br/redd/announcement/view/64 Thu, 28 May 2020 00:00:00 -0300