O pensamento computacional e a formação continuada de professores: uma experiência com as TICs

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp3.2017.10095

Palavras-chave:

Formação continuada de professores. Andragogia. Pensamento Computacional. Competências para ensinar.

Resumo

As novas tecnologias da informação e comunicação (TICs) fazem parte do cotidiano dos alunos, mas nem sempre dos professores. Para que haja uma mudança de paradigma no papel do professor, de produtor para mediador do conhecimento é necessário o desenvolvimento de novas competências para ensinar, destacando-se o pensamento computacional. Este artigo relata a experiência de um curso de introdução às novas TICs, que foi ofertado como formação continuada para professores, utilizando uma metodologia baseada no modelo andragônico, colocando-os como colaboradores e criadores do seu saber, corresponsáveis pelos os rumos do seu processo de ensino aprendizagem.

Biografia do Autor

Louise Alessandra Santos do Carmo Paz, Instituto Federal do Triângulo Mineiro

Aluna do Mestrado Profissional em Educação Tecnológica do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), linha Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), Inovação Tecnológica e Mudanças Educacionais.

Referências

GATTI, B.; BARRETO, E. S. de Sa (Orgs.). Professores do Brasil. Brasília: UNESCO, 2009.p.294.

MORAN, J. M.; MASETTO, M. T; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Ed. Campinas: Papirus, 2000. p.171.

MORIN, E. Os sete saberes necessários á educação do futuro. Ed. 2. São Paulo: Cortez, 2011. P.102.

PERRENOUD, P. et al. As competências para ensinar no século XXI: a formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre: Artmed Editora, 2003. P.176.

SANTOS, C. C. R. Andragogia: Aprendendo a ensinar adultos. Artigo. NOV/2006. Disponível em: http://www.aedb.br/seget/artigos10/402_ArtigoAndragogia.pdf. Acesso em: 02/08/2016.

VOGT, M. S. L. Os princípios andragógico no contexto do processo ensino-aprendizagem da fisioterapia. 2007. f.198.Tese (doutorado)- Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. DF. Defesa: 04/08/2007.

WING, J. M. Computational Thinking: What and Why (2010). Disponível em: http://www.cs.cmu.edu/~CompThink/resources/TheLinkWing.pdf. Acesso em: 08 nov. 2016.

Downloads

Publicado

01/12/2017

Como Citar

Santos do Carmo Paz, L. A. (2017). O pensamento computacional e a formação continuada de professores: uma experiência com as TICs. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 1655–16677. https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp3.2017.10095