Desafios políticos, econômicos e sociais para os docentes na América Latina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp1.13781

Palavras-chave:

Carreira docente, Democracia, Estado, Política educacional, Trabalho educativo.

Resumo

O objetivo deste artigo é estabelecer um panorama sobre alguns dos desafios que se colocam frente à condição de docente na América Latina, em especial no Brasil. Tais desafios são constituídos de aspectos econômicos, políticos e sociais, muito embora não se dissociem, pois há entre eles uma relação dialética. Os desafios que os docentes enfrentam para a realização da educação nos diferentes contextos abrangem temas diversos, tais como: formação inicial de professores, carreira docente, qualidade da educação, avaliação em larga escala e participação político-sindical. Cada um desses, em sua especificidade e interdependência, provoca determinadas reações, tanto no aspecto das proposições oficiais, quanto nas formas de enfrentamento por parte dos docentes.

Biografia do Autor

Fabiano Antonio dos Santos, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – (UFMS), Corumbá – MS

Professor do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE/CPAN).

João Batista Zanardini, Universidade Estadual do Oeste do Paraná – (UNIOESTE), Campus de Cascavel – PR

Professor do Curso de Pedagogia.

Hellen Jaqueline Marques, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – (UFMS), Corumbá – MS

Professora do Curso de Pedagogia.

Referências

ANTUNES, Ricardo. Riqueza e miséria do trabalho no Brasil. São Paulo: Boitempo,

ANTUNES, Ricardo. Privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo, SP. Boitempo, 2018.

ARAÚJO, Vera Maria Carneiro.; OLIVEIRA Roberto Veras de. O Sindicalismo na era Lula: entre paradoxos e novas perspectivas. Coleção Trabalho e Desigualdade. Belo Horizonte, MG: Fino Traço Editora, 2014. Disponível em: <https://s3.amazonaws.com/academia.edu.documents/61664005/Sindicalismo_na_era_Lula_Oliveira_Bridi_e_Ferraz_201420200102-44981-13di3qm.pdf?response-content- .> Acesso em: 01 de abril de 2020.

ARISTÓTELES. Aristóteles: Vida e Obra. São Paulo – SP: Editora Nova Cultural Ltda, 1999.

BACZINSKI, Alexandra Vanessa de Moura.; COMAR, Sueli Ribeiro. Gestão Escolar democrática e a pedagogia histórico-crítica: contradições, limites e possibilidades. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v.20, n.2, p. 145-165, 2016. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.22633/rpge.v20.n2.9452>. Acesso em: 13 de maio de 2020. ISSN: 1519-9029.

BANCO MUNDIAL. Professores Excelentes: Como melhorar a aprendizagem dos

estudantes na América Latina e no Caribe, 2014.

CHESNAIS, François. A globalização e o curso do capitalismo de fim-de-século. Economia e Sociedade. Campinas-SP, v. 5, n. 1, p. 1-30, dez. 1995.

DRUCK, Graça. Os Sindicatos, os Movimentos Sociais e o Governo Lula: cooptação e resistência. OSAL, Observatorio Social de América Latina, año VI, no. 19. CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, Buenos Aires, Argentina: Argentina. Ano VII nº 19. Pgs 329-340, Julho de 2006. Disponível em: <http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/osal/osal19/debatesdruck.pdf.> Acesso em: 12 de outubro de 2018.

ELACQUA, Gregory; HINCAPIÉ, Diana; VEGAS, Emiliana; e ALFONSO, Mariana. Profissão professor na América Latina: Por que a docência perdeu prestígio e como recuperá-lo? Washington, D.C.: Banco Interamericano de Desenvolvimento, 2018. Disponível em: <https://publications.iadb.org/pt/profissao-professor-na-america-latina-por-que-docencia-perdeu-prestigio-e-como-recupera-lo> Acesso em: 13 de maio de 2020.

EVANGELISTA, Olinda. Apontamentos para o trabalho com documentos de política educacional. 2009. Roteiro de trabalho do mini-curso oferecido durante a 31ª Reunião Anual da Anped, GT 15 de Educação Especial, 19-22 de outubro de 2008, Caxambu: ANPED, 2012. Disponível em: http://www.dfe.uem.br/textoOlinda.pdf. Acesso em 12 de maio de 2020.

FONTES, Virgínia. Capitalismo em tempos de uberização: do emprego ao trabalho. Marx e o marxismo. Niterói-RJ, v. 5, n. 8, p. 45-67, 2017. E-ISSN: 2318-9657

GINDIN, Julián. Os estudos sobre sindicalismo docente na América Latina e no Brasil. Associativismo e sindicalismo docente no Brasil. Seminário para a discussão de pesquisas e constituição de redes de pesquisadores. Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: http://redeaste.irice-conicet.gov.ar/sites/defaut/files/Gindin.pdf. Acesso em 12 de maio de 2020.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Vol 5 - O risorgimento. Notas sobre a história da Itália. Civilização brasileira. Rio de Janeiro, 2002.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere, volume 2, 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere, volume 3, 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

HAYEK, Friedrich August. O caminho da Servidão. São Paulo-SP: Instituto

Ludwig von Mises Brasil, 2010.

IZUNZA, Jorge; CAMPOS, Javier. El SIMCE en Chile: historia, problematización y resistencia. In. XI Seminario Internacional de la Red Estrado. Ciudad de México-México, 2016.

OLIVEIRA. Dalila Andrade. O trabalho docente na América Latina: Identidade e profissionalização. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 2, n. 2-3, p. 29-39, jan./dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 12 de maio de 2020.

SALAZAR, Omar Cabrales. Los nuevos modelos de gestión en las universidades y en el trabajo docente en Colombia. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. esp.1, p. 193-208, mar., 2018. E-ISSN:1519-9029.

SANTOS, Fabiano Antonio dos. O Plano de Desenvolvimento da Escola e a produção do consentimento ativo. 2012. Tese (Doutorado em Educação). Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

SANTOS, Fernando Silva dos. As universidades federais e a estratégia Democrático popular: Heteronomia a serviço do capital (2003-2010) / Fernando Silva dos Santos ; orientadora, Olinda Evangelista, 2020. 235 p. Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós Graduação em Educação, Florianópolis, 2020.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SEKI, Allan Kenji; SOUZA, Artur Gomes; GOMES, Filipe Anselmo; EVANGELISTA, Olinda. Professor temporário: um passageiro permanente na Educação Básica brasileira. Revista Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 12, n. 3, p. 942-959, 2017. E-ISSN: 1809-4309.

SOARES, José de Lima. As centrais sindicais e o fenômeno do transformismo no governo Lula. Sociedade e Estado. vol 28, n 3, pgs 541 - 564. Brasília, set/dez, 2013.

UNESCO. Antecedentes y Criterios para la Elaboración de Políticas Docentes em América Latina y el Caribe. Santiago, 2013.

WOOD, Ellen Meiksins. Democracia contra Capitalismo: A renovação do materialismo histórico. São Paulo: Boitempo, 2006.

Publicado

06/07/2020

Como Citar

dos Santos, F. A., Zanardini, J. B., & Marques, H. J. (2020). Desafios políticos, econômicos e sociais para os docentes na América Latina. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 24(esp1), 794–815. https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp1.13781