Escrita colaborativa e individual em sala de aula: uma análise de textos escritos por alunos do ensino fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-1904-6

Palavras-chave:

Interação, Manuscrito escolar, Erros, Rasuras,

Resumo

A escrita colaborativa por díades em sala de aula é uma situação didática que coloca alunos dialogando para construir um único texto, ao contrário da escrita individual, em que normalmente se escreve sozinho e em silêncio. Filiado à Genética Textual, a partir de uma abordagem enunciativa, este trabalho desenvolveu um estudo comparativo com o objetivo de evidenciar as vantagens e/ou desvantagens da escrita em colaboração. Três categorias serviram de parâmetro analítico: a) a extensão textual, medida através do número de palavras; b) a incidência de erros ortográficos; c) o número de rasuras. A amostra do estudo foi definida por conveniência e compreende 8 manuscritos, sendo 4 produzidos individualmente e 4 produzidos em duplas. Os alunos são do 2o ano do ensino fundamental, com idades entre 7 e 8 anos. Os dados foram coletados durante o desenvolvimento de um projeto didático intitulado “Contos do como e do porquê” no ano de 2012 em uma escola privada, respeitando as condições ecológicas do contexto escolar. As análises mostraram que, colaborativamente, os alunos escreveram, em média, textos 34% mais longos do que individualmente, produziram 170% a mais de rasuras e 10% a mais de erros que no formato individual.

Biografia do Autor

Sonia Cristina Simões Felipeto, Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Faculdade de Letras, Alagoas - Maceió - Brasil.

PROFESSORA DA FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS E DO PROGRAMA DE POS GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGUÍSTICA - PPGLL.

PESQUISADORA NA ÁREA DE AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM - AQUISIÇÃO DA ESCRITA

Publicado

15/04/2019

Edição

Seção

Artigos Originais