Formação e usos de nomes hipocorísticos no português do Brasil e no idioma lituano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e11611

Palavras-chave:

Onomástica, Antroponomástica comparada, Nomes, Hipocorísticos, Abreviação,

Resumo

Este artigo apresenta uma pesquisa em Antroponomástica, um ramo da Onomástica dedicado ao estudo dos nomes próprios de pessoa. O foco desse artigo é a descrição e comparação (1) dos diferentes processos morfológicos envolvidos na formação de hipocorísticos no Português do Brasil e no idioma lituano e (2) dos usos de nomes hipocorísticos como prenomes oficiais em ambos os países de acordo com dados disponíveis em dois websites institucionais nacionais. A análise comparativa descrita ao longo do artigo mostra que os processos morfológicos de abreviação de prenomes de cada língua apresentam entre si mais similaridades do que diferenças. Apesar dessas semelhanças, os usos de hipocorísticos como prenome são bem diferentes em cada país. De acordo com os dados estatísticos brasileiros, atualmente, tem diminuído o uso de hipocorístico como prenome. Ao contrário, segundo os dados estatísticos lituanos, o uso de hipocorísticos como prenome é uma tendência contemporânea na Lituânia.

Biografia do Autor

Márcia Sipavicius Seide, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Campus de Marechal Cândido Rondon. Paraná - PR

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Campus de Marechal Cândido Rondon. Paraná - PR

Publicado

13/04/2020

Edição

Seção

Artigos Originais