Variação diatópica e o processo de mudança na valorização social da palatalização progressiva em Alagoas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e12280

Palavras-chave:

Sociolinguística Variacionista, Variação fonético-fonológica em Alagoas, Palatalização progressiva

Resumo

Investiga-se a palatalização progressiva das oclusivas alveolares precedidas de /j/, como mui[ʧ]o e doi[ʤ]o em Alagoas, a partir de pressupostos teórico-metodológicos da sociolinguística variacionista. Objetiva-se analisar a distribuição diatópica da palatalização e as pressões sociais e linguísticas no processo. Analisam-se 4.046 ocorrências em entrevistas de 168 falantes de 7 cidades alagoanas, utilizando-se regressão logística multinível. Conclui-se que o processo é diatopicamente condicionado, ampliando-se do oeste para o leste e nordeste do estado. Conclui-se que o processo é inversamente proporcional à escolaridade e que a interferência da escolarização cresce na medida em que diminui a idade do falante, revelando um processo de mudança na valorização social da palatalização. Há indícios de que, apesar de ser significativamente mais produtiva em Alagoas, a palatalização não deve expandir-se ao longo do tempo, devido a pressões sociais. Em relação às variáveis linguísticas, o processo é favorecido no interior da palavra, apesar de também ocorrer na fronteira de itens lexicais. A vogal seguinte favorecedora é a vogal /i/, o que revela a interferência da dupla presença do traço [+coronal] nos ambientes adjacentes. A ausência do vozeamento na consoante alvo e a atonicidade da sílaba também favorecem a palatalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Almir Almeida Oliveira, Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Maceió – AL – Brasil.

Estou concluindo o estágio de Pós-doutoramento com projeto de pesquisa sobre a variação linguística em Alagoas; Possuo Mestrado (2012) e Doutorado (2017) em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Alagoas e sou Professor Assistente da Universidade Estadual de Alagoas, onde além de atuar na gestão como coordenador do curso de Letras, lidero o Grupo de Estudo da variação linguística de Alagoas - GEVAL-AL.

Alan Jardel Oliveira, Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Maceió – AL – Brasil.

Possui Doutorado em Linguística Teórica e Descritiva pela Universidade Federal de Minas Gerais (Variação e Mudança Linguística) , mestrado em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (Variação e Mudança Linguística) e graduação em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (licenciatura em Língua Portuguesa). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Sociolinguística e Dialetologia, atuando principalmente nos seguintes temas: variação e mudança linguística, sociolinguística variacionista, fonética e fonologia e métodos quantitativos em linguística.

Publicado

30/08/2021

Como Citar

OLIVEIRA, A. A.; OLIVEIRA, A. J. Variação diatópica e o processo de mudança na valorização social da palatalização progressiva em Alagoas. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 65, 2021. DOI: 10.1590/1981-5794-e12280. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/12280. Acesso em: 28 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos Originais