Léxico e gramática no <i>Diccionario da Lingua Portugueza</i> (1813) de António de Morais Silva

Autores

  • Clotilde de Almeida Azevedo Murakawa UNESP - Universidade Estadual Paulista/Araraquara - SP

Palavras-chave:

Lexicografia, Léxico, Gramática, Palavra-entrada, Unidade lexical, Pensamento lingüístico,

Resumo

António de Morais Silva publicou em 1789 a 1ª edição de seu Diccionario da Lingua Portugueza e em 1813, a sua 2ª edição, ambas em Lisboa. Partindo da relação entre gramática e dicionário, obras que se completam no ensino e aprendizagem de uma língua, estudamos neste trabalho a projeção gramatical do autor na elaboração dos verbetes da 2ª edição do Diccionario, numa tentativa de demonstrar que Morais, influenciado pelas idéias reformistas do Século das Luzes em Portugal, inovou em termos lexicográficos e gramaticais, registrando essas inovações e também algumas críticas às gramáticas de seu tempo, no interior dos verbetes de sua obra lexicográfica.

Downloads

Publicado

18/05/2009

Edição

Seção

Artigos Originais