Emergência gradual das categorias verbais no português brasileiro

Autores

  • Leonor Scliar-Cabral UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina/Florianópolis - SC

Palavras-chave:

Categorias verbais, Português brasileiro, Aspecto, Tempo, Supra-fixo,

Resumo

Em trabalhos anteriores, foi analisada a emergência das categorias verbais em 1.320 enunciados do sujeito Pá, colhidos em observação naturalística, quando a criança estava com 20 meses e 21 dias. Demonstrou-se que as primeiras categorias verbais dominadas são aspecto (imperfectivo versus perfectivo) e modalidade (permissão, possibilidade e volição). A distribuição do acento de intensidade para marcar as oposições aspectuais acarretou a implementação da fórmula de Mattoso Câmara Jr, que passa a ser: T (R + VT) + SF (SMTA + SNP + SPF). No presente artigo analisamos a evolução das categorias verbais em 2.245 enunciados quando a criança estava com 22 meses e 20 dias. Foram observados os seguintes avanços: emergência da categoria de tempo (futuro imediato e passado versus o presente); estruturas mais complexas com a copula “é”; muitos casos de ablaut com verbos irregulares e primeiras ocorrências de metafonia com verbos regulares; orações encaixadas; e a oposição entre as pessoas do discurso.

Downloads

Publicado

19/05/2009

Edição

Seção

Artigos Originais