Análise discursiva dos saberes e fazeres pedagógicos de professores do ensino fundamental

Autores

  • Filomena Elaine P. Assolini USP - Universidade de São Paulo/Ribeirão Preto - SP

Palavras-chave:

Redação, Condições de produção, Interdição, Interpretação, Prática pedagógica,

Resumo

Neste artigo, realizamos uma análise discursiva dos saberes e fazeres pedagógicos de professores do ensino fundamental, referentes às questões que envolvem a produção textual escrita. Nossas investigações estão fundamentadas na Análise do Discurso de “linha” francesa e na abordagem sócio-histórica do letramento, tal qual formulada por Tfouni. O corpus desta pesquisa foi constituído por entrevistas semiestruturadas, realizadas com seis diferentes professores da segunda série do ensino fundamental, das redes pública e privada. Integram ainda o corpus as observações da prática pedagógica desses professores e as produções lingüísticas realizadas pelos alunos das seis salas de aula pelas quais os professores eram responsáveis. Concluímos este artigo destacando que o Discurso Pedagógico Escolar, sobretudo quando concretizado em condições de produção que promovem a interdição e a censura, impõe ao educando a condição de sujeito enunciador de sentidos institucionalmente prefixados, incapaz de argumentar, discutir e empreender gestos de interpretação. Entendemos que é relevante um trabalho pedagógico em que a língua seja trabalhada enquanto estrutura e acontecimento. É importante também que os próprios professores busquem alternativas para deslocarem-se da posição de sujeitos que se submetem aos ditames do livro didático.

Downloads

Publicado

10/06/2009

Edição

Seção

Artigos Originais