Manifestações sintáticas do princípio da iconicidade na fala e na escrita: uma análise funcionalista da realização morfológica de SNs na função sintática de sujeito e da freqüência de ocorrência de orações

Autores

  • Juliano Desiderato Antonio UEM - Universidade Estadual de Maringá/Maringá - PR

Palavras-chave:

Iconicidade, Motivações em competição, Funcionalismo,

Resumo

A visão da gramática como entidade autônoma e a concepção de língua como sistema autocontido, sem interferência de fatores externos, têm sido adotadas e difundidas desde a Antigüidade Clássica até os dias atuais pela Gramática Tradicional e pelas correntes lingüísticas vinculadas ao pólo formalista. No entanto, estudos têm demonstrado que a língua pode refletir, de alguma forma, a estrutura da experiência humana. Neste trabalho, discute-se a questão da iconicidade a partir da visão funcionalista de linguagem. Para isso, efetuou-se um levantamento da relação entre grau de explicitude e realização morfológica de SNs na função de sujeito (entidade sintática) e também um levantamento da freqüência de ocorrência de orações paratáticas, de orações hipotáticas, de orações encaixadas e de orações independentes em um corpus formado por narrativas orais, narrativas escritas, elocuções formais e trabalhos acadêmicos.

Downloads

Publicado

10/06/2009

Edição

Seção

Artigos Originais