Um estudo exploratório sobre tipos de metáforas e tarefas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e14752

Palavras-chave:

Metáfora, analogia, metáfora conceitual, metáfora primária, metáfora atributiva

Resumo

Como as pessoas interpretam as metáforas? O objetivo deste artigo é reconhecer a complexidade das metáforas além do escopo de qualquer teoria específica das metáforas. Em vez de ignorar evidências contraditórias, propomos destacar e analisar regularidades e irregularidades em nossos dados, usando insights da ciência de sistemas complexos para orientar nossas discussões. Neste estudo exploratório, os participantes foram convidados a substituir um veículo de metáfora por uma palavra com uma palavra de significado semelhante e a explicar a motivação analógica da metáfora. Havia três tipos de metáforas: primárias, complexas e atributivas. Este é o primeiro estudo a comparar esses três tipos de metáforas em duas tarefas diferentes. Os resultados mostram como as metáforas se agrupam de acordo com seu tipo, mas não uniformemente. Nesta análise quantitativa e qualitativa, também mostramos que múltiplas fontes de experiências estão disponíveis durante a interpretação da metáfora. Em conclusão, destacamos que nenhuma teoria atual pode acomodar e prever todos os tipos de comportamento metafórico que diferentes pessoas apresentam em diferentes contextos, mas entendemos alguns dos principais vieses e fatores que estão envolvidos na interpretação da metáfora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

11/08/2022

Como Citar

SIMAN, J. H.; SAMPAIO, T. O. da M.; GOMES JÚNIOR, L. C. . Um estudo exploratório sobre tipos de metáforas e tarefas. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 66, 2022. DOI: 10.1590/1981-5794-e14752. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/14752. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais