Aspectos discursivos e socioideológicos no poema “Prometeu”, de Goethe

uma contrapalavra à tragédia grega

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e15598

Palavras-chave:

Aspectos Discursivos e Socioideológicos, Prometeu, Goethe

Resumo

Este estudo objetiva discutir aspectos discursivos e socioideológicos no poema Prometeu, de Goethe, na perspectiva dialógica da linguagem, observando como este se configura como uma contrapalavra à tragédia grega Prometeu. Para tanto, encontramos respaldo teórico-metodológico no pensamento de Bakhtin (2006a, 2006b [1979]; 2010 [1930-34]), Medviédev (2016a, 2016b [1928]), Volóchinov (2017 [1929]) e Benjamin (2018), os quais subsidiam a pesquisa. Por meio da abordagem dialógica delimitamos como lócus do estudo o poema intitulado Prometeu, de autoria de Goethe. A partir do instante em que compreendemos o poema goetheano como uma contrapalavra, é possível vislumbrar uma mudança de concepção na construção da personagem, resultante de interações discursivas entre Prometeu e Zeus. Além disso, há um processo de descontinuidade da narrativa mítica, uma vez que a perspectiva de Goethe revela diálogos com o sistema sociopolítico alemão entre os séculos XVIII e XIX. Tratase, portanto, de uma pesquisa de cunho qualitativo-interpretativo. Os resultados apontaram para o fato de que os pontos de vista de Goethe, em sua obra-enunciado (BAKHTIN, 2006d [1979]), diferenciam-se da perspectiva trágica visibilizada no Mito de Prometeu, em que o personagem se tornou escravo e teve castigo eterno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilder Kleber Fernandes de Santana, Universidade Federal da Paraíba (UFPB). João Pessoa – PB – Brasil.

Doutorando em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB - PROLING), com mestrado em Linguística por essa mesma instituição. Mestre em Teologia pela Faculdade Teológica Nacional (FTN) e Especialista em Gestão da Educação Municipal (UFPB, 2017).

Pedro Farias Francelino, Universidade Federal da Paraíba (UFPB). João Pessoa – PB – Brasil.

Professor Associado do Departamento de Língua Portuguesa e Linguística da UFPB e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Linguística (PROLING) da mesma instituição. Atua na área de Teorias do Discurso, particularmente, com os estudos provenientes dos escritos do chamado Círculo de Bakhtin.

Danielyson Yure de Queiroz Valentim, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Pau dos Ferros – RN – Brasil.

Danielyson Yure de Queiroz Valentim é Graduando em Letras - Língua Inglesa e Respectivas Literaturas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN/CAPF).

Publicado

11/11/2022

Como Citar

SANTANA, W. K. F. de; FRANCELINO, P. F.; VALENTIM, D. Y. de Q. Aspectos discursivos e socioideológicos no poema “Prometeu”, de Goethe: uma contrapalavra à tragédia grega. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 66, 2022. DOI: 10.1590/1981-5794-e15598. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/15598. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais