Aspectos da semântica discursiva do modernismo brasileiro: polêmica e interincompreensão em torno da noção de "cópia"

Autores

  • Fernanda Mussalim UFU - Universidade Federal de Uberlândia/Uberlândia - MG

Palavras-chave:

Análise do discurso, Interdiscurso, Polêmica, Interincompreensão, Modernismo brasileiro,

Resumo

Com base nos conceitos de polêmica e interincompreensão formulados por Dominique Maingueneau em Gênese dos Discursos (2005), empreenderei, neste artigo, uma análise em torno de uma polêmica que se estabeleceu no campo da arte brasileira, por ocasião da constituição do movimento modernista brasileiro. Essa polêmica envolveu modernistas e “passadistas” e se deu, fundamentalmente, em torno da noção de “cópia”. O corpus que tomarei para análise constitui-se de alguns artigos publicados na imprensa brasileira entre os anos de 1917 e 1931, período em que mais acirradamente se deram os embates para a constituição da arte modernista no Brasil. O intuito é, a partir desta abordagem, mostrar como se operacionalizam, em termos de tratamento de dados, os conceitos acima referidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

03/07/2009

Edição

Seção

Artigos Originais