Alguns subsídios interdisciplinares para o tratamento da questão da natureza cognitiva da linguagem

Autores

  • Zinda Vasconcellos

Palavras-chave:

Faculdade de linguagem, Inatismo,

Resumo

Este artigo pretende colaborar para a discussão sobre a necessidade de postular ou não uma faculdade de linguagem e, no caso positivo, qual seria a natureza de tal faculdade. Na verdade, como é impossível chegar a conclusões sobre isso no quadro de um único artigo, e trata-se de uma questão que exige uma extensa colaboração interdisciplinar, depois de apresentar uma caracterização das propostas que atribuem natureza inata à capacidade de linguagem e de alguns dos problemas em que elas incorrem, o artigo sobretudo traz à discussão os subsídios necessários ao tratamento da questão, retirados, em primeiro lugar, da literatura das áreas da Genética, das Teorias da Evolução e do Desenvolvimento e das Neurociências e, em seguida, dos estudos sobre a Origem da Linguagem, sobre a Aquisição da Linguagem e sobre a Cognição Animal. Discute, finalmente, as implicações dos subsídios levantados que, nem sempre, são adequadamente consideradas em muitas concepções correntes entre os linguistas.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais