O estado da linguística segundo o funcionalismo

Autores

  • Rafael Eugenio Hoyos-Andrade

Palavras-chave:

Estado da lingüística, "crise" da lingüística, visão funcionalista da lingüística, "lingüística das línguas", gerativismo, neologismos lingüísticos, confusão

Resumo

A atitude negativa de pessoas esclarecidas perante certas abordagens das línguas naturais,e a proliferação de teorias lingüísticas não são necessariamente sinais de ' 'crise" generalizada no estudocientífico da linguagem humana. O presente trabalho fornece argumentos para demonstrar que ofuncionalismo ou "lingüstica das línguas" não está, nem esteve nunca em "crise". A visão que o funcionalismotem do estado atual da lingüística é, portanto, uma visão otimista e promissora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

HOYOS-ANDRADE, R. E. O estado da linguística segundo o funcionalismo. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 27, 2001. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/3652. Acesso em: 25 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos Originais