A relativização no português culto

Autores

  • Beatriz Nunes de Oliveira Longa
  • Luciana Roberta F. de Souza
  • Rosane Conceição Michelin

Palavras-chave:

Gerativismo, semântica, sintaxe, oração relativa, relativizador,

Resumo

Neste artigo tentamos mostrar que a distinção semântica entre orações restritivas e não restritivas do português culto do Brasil tem uma contraparte sintática: as primeiras são constituintes internos de um SN, enquanto as últimas ocupam uma posição de adjunção. Todos os relativizadores são pronomes, exceto que, o qual pode classificar-se como uma partícula altamente pronominal.

Downloads