O "eu" no discurso do "outro" ou a subjetividade mostrada

Autores

  • Sírio Possenti

Palavras-chave:

Heterogeneidade, sujeito, trabalho lingüístico, humor, texto de origem, intertextualidade,

Resumo

Como resultado da conjunção do estruturalismo com a psicanálise e o marxismo, a chamada Análise do Discurso Francesa passou a dar grande destaque à presença do O/outro no discurso, colocando em segundo plano, quando não anulando, a presença do eu. Além disso, a invocação da presença do eu no discurso tem, para a maioria dos analistas do discurso daquela corrente, um sabor de concessão a teses da pragmática, na qual as intenções e o conhecimento do sujeito falante têm um papel relevante, papel que a Análise do Discurso Francesa nega a qualquer instância individual. Este trabalho, aceitando as premissas da Análise do Discurso Francesa, apresenta um conjunto de exemplos a partir dos quais se postula que a presença do outro não pode eliminar a necessidade de invocar também o trabalho do sujeito falante. Os dados analisados são basicamente textos curtos, de efeito humorístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Tema Central