A poesia a dois passos (sobre os Anagramas, Ferdinand de Saussure)

Autores

  • Marcos Antônio Siscar

Palavras-chave:

Saussure, anagramas, sincronia, poética, intertextualidade,

Resumo

Propomos neste trabalho uma análise dos Cadernos de Anagramas, de Ferdinand de Saussure, estabelecendo um contraponto entre o tipo de abordagem usado pelo autor em seu estudo sobre a poesia latina e a concepção do método sincrónico de análise surgida de seu Curso de lingüística geral. As dificuldades na constituição das hipóteses e na organização metodológica do texto dos Anagramas revelam uma angustiante reflexão sobre a natureza da língua, e da lingua poética de maneira especial. Como atividade contemporânea à do Curso, o reconhecimento dessas perplexidades pode ser colocado em paralelo com a tentativa de resguardo da transcendência da lingua enquanto sistema de valores, apontando para a necessidade de se pensar as tensões constitutivas do saber.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

SISCAR, M. A. A poesia a dois passos (sobre os Anagramas, Ferdinand de Saussure). ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 41, 2001. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/4019. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais