(Re)ler e (res)significar Pêcheux em relação a Althusser

Autores

  • Ismael Ferreira-Rosa
  • Diana Pereira Coelho de Mesquita
  • Sônia de Fátima Elias Mariano Carvalho

Palavras-chave:

Michel Pêcheux, Louis Althusser, Ideologia, Discurso, (Re)Tomadas, (Res)Significação

Resumo

O trabalho ora proposto objetiva analisar os fundamentos da teoria marxista na teoria materialista do discurso, proposta por Michel Pêcheux, quando da instauração de outro campo de estudos dentro da Linguística – a Análise do Discurso –, por meio de uma análise interfacial entre os pressupostos teórico-conceptuais de Louis Althusser e as noções propostas por Pêcheux. Nesse sentido, problematizaremos alguns elementos da episteme desse campo teórico que se inaugurou no imo dos terrenos da Linguística, procurando perceber em que medida Michel Pêcheux (res)significou, (re)leu o que Althusser preconizou a respeito do materialismo histórico. Para realizar esse intento, estabeleceremos uma análise da obra Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio, com o fito de mapear as retomadas que o autor faz das noções defendidas por Althusser e como ele as (res)significa e promove deslocamentos conceptuais que vão compor o construto teórico da Análise do Discurso. Tal mapeamento revelou a preocupação de Pêcheux em buscar uma teoria que demonstrasse o lugar da materialidade dos processos políticos, econômicos e ideológicos que tecem a trama da luta de classes, ressaltando um lugar que instaura efeitos desses processos.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais