Rindo das piadas, manipulando a língua

Autores

  • Luciani Ester Tenani

Palavras-chave:

Discurso, heterogeneidade, sujeito, língua, fonologia, acento,

Resumo

Neste artigo, ao explicitar, por meio de análise em domínios prosódicos, os mecanismos fonológicos presentes em textos chistosos, argumenta- se que a dupla segmentação de uma mesma cadeia fônica envolve operações epilingüísticas que ultrapassam o nível da palavra e exigem a descoberta da ambigüidade sintática. A análise dos chistes ainda revela não só uma estratégia de dizer o que é proibido socialmente (sexualidade, racismo), mas também o trabalho do sujeito que opera com sua própria língua, que não é um "código perfeito", mas um sistema heterogêneo que participa de um conjunto maior de instrumentos de significação.

Downloads