A indeterminação da linguagem: léxico e gramática

Autores

  • Letícia Rezende

Palavras-chave:

Linguagem, indeterminação, ensino, léxico, gramática,

Resumo

O texto opõe dois modos de estudar os fenômenos lingüísticos e, portanto, dois modos de instaurar as unidades de análise lingüística: um estático, outro dinâmico. No enfoque estático, a proposta de que a linguagem seja determinada e o conceito de sintaxe dela derivado separam léxico e gramática. No enfoque dinâmico, a natureza indeterminada da linguagem e o conceito de hipersintaxe dela derivado articulam léxico e gramática. Embora o texto defenda que o enfoque dinâmico possa dar origem a um modo diferente de observar os fenômenos lingüísticos em geral, mostra, em particular, a importância dessa perspectiva para o ensino de línguas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais