A escrita e as outras linguagens

Autores

  • Maria Sílvia Cintra Martins

Palavras-chave:

Aquisição da linguagem, escrita, oralidade, internalização, faz-de- conta, escolaridade,

Resumo

O presente artigo tem como objetivo propor uma ampliação da reflexão em torno do acesso à linguagem escrita. Nosso enfoque centra-se em crianças que se encontram no limiar da idade escolar e se baseia em algumas idéias centrais defendidas por psicólogos pertencentes à Escola de Vigotski a respeito da escrita e da exploração pedagógica do faz-deconta infantil. A partir delas e do ponto de vista da Lingüística, propomos entender o faz-de-conta infantil como uma dentre outras linguagens que devem ser exploradas quando se tem como meta a aquisição da linguagem escrita. Simultaneamente, propomos que a escrita seja mais enfaticamente enfocada como uma linguagem, e não como transcrição da língua falada, ou, mesmo, como uma representação de segundo grau, apenas. Nesse sentido, compreendemos, na linha da Teoria da Enunciação de Antoine Culioli (1990), que o ser da linguagem abrange outras dimensões, além da representação propriamente dita.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais