Comparando as consoantes da línguas tapajúna e suyá

Autores

  • Cíntia Karla Coelho Rodrigues Secretaria de Educação do Estado do Pará. Belém – PA – Brasil
  • Marília de Nazaré Ferreira-Silva UFPA – Universidade Federal do Pará. Instituto de Letras e Comunicação – Faculdade de Letras. Belém –PA– Brasil

Palavras-chave:

Método histórico-comparativo, Tapajúna, Suyá, Aspectos fonético-fonológicos, Consoantes, Cognatos,

Resumo

Este estudo faz considerações sobre a investigação histórico-comparativa da língua tapajúna (Jê), mais especificamente sobre as consoantes em seu aspecto fonético-fonológico, comparando cognatos dessa língua e da língua suyá (também da família Jê) com o objetivo de verificar suas semelhanças e diferenças no contexto das consoantes, tendo em vista contribuir para a reconstrução do tronco linguístico Macro-Jê. Para o estudo aqui desenvolvido, foi utilizado o método comparativo por meio do qual são verificadas as correspondências existentes entre as línguas envolvidas em um estudo dessa natureza, com o fim de observar como seria possivelmente constituída a forma original, que teria originado as formas das duas línguas. Os dados de tapajúna e de suyá também foram comparados aos dados do Proto-Jê, reconstruído por Davis (1966). De um modo geral, observa-se que há poucas diferenças entre tapajúna e suyá. No caso das variações em contextos fonético-fonológicos idênticos, há a questão da variação de faixa etária, como a ocorrência das consoantes pré-nasalizadas na fala dos mais jovens do povo tapajúna, enquanto os mais velhos usam as nasais.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais