Para um atlas pluridimensional: pesquisas e pesquisadores

Autores

  • Vanderci de Andrade Aguilera Universidade Estadual de Londrina
  • Fabiane Cristina Altino Universidade Estadual de Londrina

Palavras-chave:

Atlas linguístico do Brasil, Composição do Comitê Nacional, Produção científica, Divisão dialetal do Brasil,

Resumo

Este artigo propõe apresentar à comunidade científica um balanço das atividades do Projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB) no que tange à formação de novos pesquisadores e, ao mesmo tempo, demonstrar o que a equipe do Comitê Central produziu na década deste início de século. Para isso, dividiu-se o texto em quatro seções: (i) a constituição da equipe de investigadores que trata da composição do Comitê Nacional e das atribuições de cada um de seus componentes; (ii) a produção discente em projetos de Iniciação Científica, desenvolvidos nas várias regionais do ALiB; (iii) a produção dos discentes da pós-graduação lato e stricto sensu sob a orientação dos diretores científicos e (iv) a produção dos coordenadores e diretores científicos. Os resultados apontam para a diversidade de enfoques teórico-metodológicos na abordagem de fenômenos de variação no nível da fonética, do léxico e da morfologia, entre outros, e indicam a possibilidade de associar alguns aspectos da variação linguística registrada pelo ALiB à proposta de Nascentes (1953).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanderci de Andrade Aguilera, Universidade Estadual de Londrina

Possui graduação em Letras Franco Portuguesas pela Universidade Estadual de Londrina (1969), mestrado em Letras Assis pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987), doutorado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1990) e pós-doutorado na Universidade de Alcalá de Henares- Espanha. Atualmente é associado da Universidade Estadual de Londrina. É autora do Atlas Lingüístico do Paraná e integra a equipe dos projetos de pesquisa: (i) Atlas Lingüístico do Brasil, com sede na UFBA, projeto interinstitucional; (ii) Léxico Histórico do Português Brasileiro, projeto ligado ao projeto Para a história do Português Brasileiro - PHPB; (iii) Tesouro galego-português, projeto internacional (Espanha, Portugal e Brasil) com sede na Unviversidde de Santiago de Compostela - ES. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Geolinguística, atuando principalmente nos seguintes temas: atlas lingüístico, Brasil, estudos lexicais, crenças e atitudes linguísticas, Paraná e aspectos lingüísticos.

Fabiane Cristina Altino, Universidade Estadual de Londrina

possui graduação em Letras Franco-Portuguesas e Literaturas pela Universidade Estadual de Londrina (1997), mestrado em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (2000) e doutorado em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina (2007), pós-doutorado na Universidade Paris 13 - França (2011) . Atualmente é professor da Universidade Estadual de Londrina, Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Dialetologia, atuando principalmente nos seguintes temas: geolingüística, dialetologia, sociolinguística e linguística

Downloads

Publicado

18/12/2012

Edição

Seção

Artigos Originais