Refletindo sobre a provinha Brasil a partir das dimensões sociocultural, linguística e cognitiva da leitura

Autores

  • Carla Cristofolini UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis – SC – Brasil

Palavras-chave:

Leitura, Alfabetização, Letramento, Provinha Brasil,

Resumo

Este artigo propõe-se a interpretar como a leitura, em suas dimensões sociocultural, linguística e cognitiva (CERUTTI-RIZZATTI, 2009), está contemplada na avaliação nacional padronizada da alfabetização, a Provinha Brasil, em sua primeira edição do ano de 2009. Para tanto, são traçadas algumas reflexões a partir de documentos norteadores da ação pedagógica tanto federais (BRASIL, 2007) quanto municipais (SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, 2000, 2007), dos Guias que acompanham o kit da Provinha e dos resultados obtidos nessa avaliação por cinco turmas de 2º ano de uma escola pública, municipal, da grande Florianópolis. As questões da Provinha foram classificadas em dois grandes grupos (questões focadas nas habilidades de decodificação e aquelas envolvendo textualização) e são discutidas individualmente, aliando discussão teórica (conceitos pertinentes à alfabetização e letramento) com os resultados apresentados pelos alunos. Como principal conclusão, observa-se que essa edição da Provinha Brasil foca principalmente as dimensões linguística e cognitiva da leitura, em detrimento da dimensão sociocultural.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais