Contributos para uma análise semântico-pragmática das causais de enunciação no português europeu contemporâneo

Autores

  • Ana Cristina Macário Lopes UC – Universidade de Coimbra. Faculdade de Letras - Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada. Coimbra – Portugal. 304-530

Palavras-chave:

Causais de enunciação, Subordinadas periféricas, Ato ilocutório, Relação discursiva,

Resumo

O objetivo deste trabalho é caracterizar as orações causais de enunciação num quadro teórico que postula a existência, no discurso, de distintos domínios da significação - domínio do conteúdo, domínio epistémico e domínio ilocutório-, na convicção de que uma análise semântica destas construções poderá contribuir para iluminar o seu comportamento sintático peculiar, que tanta controvérsia tem gerado. Defende-se, neste estudo, que as orações causais de enunciação expressam a relação discursiva de Justificação, que envolve sempre a articulação de dois atos ilocutórios, um deles com o estatuto de ato principal, o outro com o estatuto de ato subordinado. Num primeiro momento, analisa-se a articulação entre causais de enunciação e asserções e argumenta-se a favor da inseparabilidade entre os domínios epistémico e ilocutório neste tipo de construções, contrariamente ao que defende Sweetser (1999). Num segundo momento, analisa-se a articulação entre causais de enunciação e outras classes de atos ilocutórios, nomeadamente atos diretivos, compromissivos e expressivos.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais