Donatus: uma interface amigável para o estudo da sintaxe formal utilizando a biblioteca em Python do NLTK

Autores

  • Leonel Figueiredo de Alencar UFC – Universidade Federal do Ceará. Fortaleza – CE – Brasil. 60020-181

Palavras-chave:

Linguística computacional, Sintaxe formal, Gramática gerativa, Teoria X-barra, Gramática livre de contexto, Gramática de unificação, Modificação adjetival,

Resumo

Este trabalho objetiva, primeiramente, evidenciar a utilidade da CFG e da FCFG no estudo da sintaxe formal. A aplicação de parsers baseados nesses formalismos na análise de um corpus pode revelar consequências de uma dada análise que de outro modo passariam despercebidas. O NLTK é uma caixa de ferramentas para o PLN em Python que possibilita a construção de parsers em diferentes arquiteturas. No entanto, para uma utilização não trivial dessa biblioteca na análise sintática automática são necessários conhecimentos de programação. Para permitir o acesso de não programadores à implementação e testagem de parsers, desenvolvemos o Donatus, uma interface gráfica amigável para as facilidades de parsing do NLTK, dotada de recursos adicionais que a tornam interessante também para programadores. Como exemplo do funcionamento da ferramenta e demonstração da sua relevância na investigação sintática formal, comparamos implementações de duas análises alternativas da modificação adjetival em português. A primeira abordagem, baseada na Teoria X-barra tradicional, produziu um grande número de pseudoambiguidades. Esse problema foi evitado por um parser baseado em abordagem no âmbito do Programa Minimalista. Sem o recurso do computador, essa diferença entre as duas abordagens não seria facilmente revelada.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais