Posições singulares do 'l' em reescritas de fábulas produzidas por alunos do 3º ano do ensino fundamental

Autores

  • Cristina Felipeto UFAL – Universidade Federal de Alagoas. Faculdade de Letras. Maceió – Alagoas – Brasil. 57.044-130
  • Adna de Almeida Lopes UFAL – Universidade Federal de Alagoas. Faculdade de Letras. Maceió – Alagoas – Brasil. 57.057-020

Palavras-chave:

Ortografia, Erro, Singularidade, Funcionamento da língua,

Resumo

O trabalho analisa erros de grafia que apresentam combinações irregulares e em desconformidade com o sistema (orto)gráfico do português, por meio de uma reflexão sobre as relações que se estabelecem no processo de aquisição da ortografia. Tenta-se explicitar, por um viés linguístico, as posições singulares do l em reescritas de fábulas por alunos do 3º ano do ensino fundamental de uma escola em Maceió-AL. Para essa reflexão, busca-se apoio teórico em discussões sobre a constituição do sujeito e o funcionamento da língua (DUFOUR, 2000; AUTHIER-REVUZ, 1995); sobre a relevância de dados singulares (PLANE, 2006; VEKEN, 2002); e sobre os processos metafóricos e metonímicos (MILNER, 1989; LEMOS, 1988), motor de análise de dados em Aquisição de Linguagem. Os dados mostram que, dentre os componentes que estão em jogo na aquisição da ortografia, a grafia e a oralidade desempenham um papel fundamental. Desse modo, apenas o indício de apoio na oralidade não basta para dar conta da complexidade em questão. Durante o processo de aquisição da língua escrita, o aluno entra em contato com as especificidades dos signos gráficos e das combinações entre esses signos, o que implica na eliminação de outras grafias ou combinações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Artigos Originais