Ilustrando: o livro em Vitrine e o que Mais!?: O discurso sobre o livro e a construção de imagens em matérias da Folha de S. Paulo

Autores

  • Luiz Augusto Ely UFPR – Universidade Federal do Paraná. Curitiba – PR – Brasil
  • Lígia Negri UFPR – Universidade Federal do Paraná. Departamento de Linguística, Letras Clássicas e Vernáculas. Curitiba – PR – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-1405-2

Palavras-chave:

Cena da enunciação, Discurso, Ethos, Livros, Pathos,

Resumo

Este trabalho é resultado de nossa pesquisa em que investigamos os recursos quando se tem o objeto “livro” como fonte de notícia em matérias publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo, veiculadas no mês de março de 2008 no caderno de variedades – Ilustrada – e no suplemento literário – Mais!. Assim, nos deparamos com uma diversidade de textos, compostos por gêneros discursivos característicos; entretanto, certos textos nos chamaram a atenção, pois, ainda que publicados como matérias de jornal, mais parecem textos literários, devido ao espaço em que são divulgados e, certamente, por conta do público a quem são destinados. Além disso, podemos conceber que os discursos representam o mundo e, assim, suas enunciações são parte integrante desse mundo representado, daí a associação entre essa concepção e a categoria de cena da enunciação. Desse modo, nos faremos valer dos conceitos de ethos e pathos, afinal, ainda que tenhamos dois cadernos de um mesmo jornal, estes periódicos são pensados tendo como público sujeitos distintos. E, ao considerar essas noções, pretenderemos apontar a construção de imagens de leitores na constituição das imagens dos cadernos analisados, bem como justificar essa abordagem distinta da Folha de S. Paulo ao se tomar o objeto “livro” como notícia.

Biografia do Autor

Luiz Augusto Ely, UFPR – Universidade Federal do Paraná. Curitiba – PR – Brasil

Luiz Augusto Ely é graduado em Letras Português pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), e Mestre em Letras – área de concentração em Estudos Linguísticos, também pela UFPR.

Lígia Negri, UFPR – Universidade Federal do Paraná. Departamento de Linguística, Letras Clássicas e Vernáculas. Curitiba – PR – Brasil

Lígia Negri é professora associada ao Departamento de Linguística, Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Downloads

Publicado

20/05/2014

Edição

Seção

Artigos Originais