Uma descrição sistêmico-funcional dos marcadores discursivos avaliativos em português brasileiro: a gramática das partículas modais

Autores

  • Giacomo Figueredo UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto. Instituto de Ciências Humanas e Sociais – Departamento de Letras – Programa de Pós-Graduação em Letras. Mariana – MG – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-1504-3

Palavras-chave:

Marcadores Discursivos Interpessoais Avaliativos, Partículas Modais, Sistema de VALIDAÇÃO, Descrição Sistêmico-Funcional do Português Brasileiro,

Resumo

Este artigo parte das descrições funcionais dos marcadores discursivos e delimita como objeto o subconjunto interpessoal destes, pertencente à orientação da avaliação – realizado pelas Partículas Modais em português brasileiro. Motivado pela organização gramatical da interação, este trabalho se pauta pelas abordagens do modelo funcionalista, em particular daquele de organização sistêmica, e objetiva descrever o sistema gramatical de VALIDAÇÃO, o qual é realizado pelas Partículas Modais que compõem parte dos marcadores discursivos interpessoais. Para tanto, analisou-se um corpus monolíngue compilado com base na tipologia da língua no contexto de cultura. As Partículas Modais foram descritas segundo sua manifestação na interação, buscando-se as relações sistêmicas da VALIDAÇÃO, incluindo a complementariedade com o MODO e a MODALIDADE. Os resultados indicam que a VALIDAÇÃO é uma continuidade do MODO, separando as Partículas Modais em classes distintas conforme as opções Imperativo e Indicativo. A VALIDAÇÃO é, ainda, complementar à MODALIDADE, relativa ao papel do falante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giacomo Figueredo, UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto. Instituto de Ciências Humanas e Sociais – Departamento de Letras – Programa de Pós-Graduação em Letras. Mariana – MG – Brasil.

Doutor em Estudos Linguísticos. Professor Adjunto do Departamento de Letras da Universidade Federal de Ouro Preto. Áreas de atuação: Tradução, Tipologia Contrastiva e Descrição Linguística.

Publicado

28/04/2015

Edição

Seção

Artigos Originais