Trajetória de um texto viral em diferentes eventos comunicativos: entextualização, indexicalidade, performances identitárias e etnografia

Autores

  • Thayse Figueira Guimarães UninCor – Universidade Vale do Rio Verde. Programa de Mestrado em Letras. Três Corações – MG
  • Luiz Paulo da Moita Lopes UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Letras. Rio de Janeiro – RJ

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-1704-1

Palavras-chave:

Recontextualização, Performances Identitárias, Indexicalidade, Etnografia multissituada,

Resumo

Com base em um estudo etnográfico, analisamos a trajetória de um texto viral em diferentes eventos comunicativos, neste artigo. Busca-se refletir sobre os processos de recontextualização do vídeo de Luisa Marilac, uma mulher trans que se identifica como travesti, na construção das performances identitárias de Luan, um jovem negro e de identificações homoeróticas, em interação na web 2.0 e na sala de aula. O foco aqui é colocado na linguagemem- movimento enquanto ação sociointeracional, perpassada por valores indexicais e que apontam para fenômenos sociais mais amplos. Este trabalho é guiado pelos pressupostos teóricos da performance, da entextualização e da indexicalidade. Tem como método de pesquisa a etnografia multissituada. Nas análises, buscou-se observar como fragmentos do vídeo de Luisa Marilac eram recontextualizados nas interações de Luan, com colegas de sua sala de aula e da rede social Facebook. As análises apontam que o estudo da circulação de um texto oferece possibilidade diferenciada de acesso aos processos de identificação, às hierarquizações e às relações de poder que constituem as práticas interacionais contemporâneas.

Biografia do Autor

Thayse Figueira Guimarães, UninCor – Universidade Vale do Rio Verde. Programa de Mestrado em Letras. Três Corações – MG

Departarmento de Letras Anglô-Germânicas. Área: Discurso e práticas sociais

Luiz Paulo da Moita Lopes, UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Letras. Rio de Janeiro – RJ

Departarmento de Letras Anglô-Germânicas. Área: Discurso e práticas sociais

Publicado

02/05/2017

Edição

Seção

Artigos Originais