O uso de portais educacionais no ensino-aprendizagem de inglês para fins específicos

Autores

  • Flávia Medianeira de Oliveira Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-1711-8

Palavras-chave:

Portais educacionais, Atividades, Recepção, Produção,

Resumo

Dentre as quatro habilidades que constituem a competência comunicativa em língua inglesa a aprendizagem e o desenvolvimento da recepção (listening) e da produção oral (speaking) são as que mais preocupam os aprendizes, principalmente, no contexto de Inglês para Fins Específicos. Diversas pesquisas têm centrado sua atenção em detectar as principais dificuldades e na proposição de soluções que possam minimizar e, talvez, sanar esses problemas. Visando contribuir com essas investigações, este estudo investigou atividades de listening e speaking disponibilizadas em cinco (5) portais educacionais de língua inglesa com o intuito de identificar que tipo de atividades são propostas e como estas se configuram textualmente no meio digital. Os resultados revelam que boa parte das atividades se constitui como recursos didáticos adicionais que poderiam ser utilizados em sala de aula em razão da temática bastante pertinente. Entretanto, para serem utilizadas diretamente no meio digital, ainda são necessárias reformulações e adaptações que permitam aos professores e aprendizes utilizar de maneira mais efetiva e funcional todos os recursos tecnológicos disponibilizados.

Biografia do Autor

Flávia Medianeira de Oliveira, Universidade Federal de Pelotas

Professora Adjunta de Língua Inglesa - UFPel

Publicado

19/12/2017

Edição

Seção

Artigos Originais