Itinerário do poeta de Macunaíma: uma leitura de “A meditação sobre o Tiête” / Itinerary of the poet of Macunaíma: a reading of “A meditação sobre o Tiête”

Robert John Oakley

Resumo


O presente artigo considera numa leitura do poema “Meditação sobre o Tiête” contra o pano de fundo da trajetória poética marioandradiana a partir de Paulicéia Desvairada; mas enfocamos especialmente a poesia composta depois da publicação do romance/rapsódia Macunaíma em 1928, data que consideramos um momento crítico na viagem literária de Mario de Andrade com artista engajante. Investigam-se as circunstâncias em torno da composição da seqüência d poemas O carro da miséria, e a sua publicação junto com a coletânea Lira paulistana em 1945 . Julgamos indispensável este cotejo para qualquer leitura nova de um dos textos mais complexos de Mario de Andrade.

This article consists of a reading of the poem “Meditação above the Tiête” against the background of Mario de Andrade’s poetic trajectory from Paulicéia Desvairada onwards; but we concentrate in particular on the poetry composed after the publication of the novel/rhapsody Macunaíma in 1928, a date that we regard as a kind of watershed in the literary progress of Mário de Andrade as a committed artist. The article investigates the circumstances in which the sequence of poems O carro da miseria was composed as well as its publication together with the collection Lira paulistana in 1945. We regard this comparative exercise as indispensable for any further readings of one of Mario de Andrade’s most complex texts.

Palavras-chave


Mario de Andrade; Macunaíma; O carro da miséria; Lira paulistana; A meditação sobre o Tiete; Republica Velha; Estado Novo;



E-ISSN: 1981-7886
ISSN: 0101-3505