“L’onde et l’ombre” no romance Les Misérables: figuração da miséria na prosa poética de Victor Hugo

Autores

  • Maria Júlia Pereira Mestranda em Estudos Literários. UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Letras - Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários. Araraquara – SP – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-7443-8775

Palavras-chave:

“L’onde et l’ombre”, Miséria, Prosa poética, Victor Hugo,

Resumo

O presente artigo discute a figuração da miséria por meio da prosa poética no capítulo “L’onde et l’ombre”, do livro La Chute, da parte Fantine, do romance Les Misérables (1862), de Victor Hugo. Considerando que Hugo, como poeta, combinou elementos poéticos e prosaicos em sua obra, em notória oposição ao academismo e às rígidas regras clássicas que regiam a poesia, busca-se evidenciar como são trabalhados os elementos poéticos nesse capítulo que funciona como uma digressão na narrativa. A temática da miséria – preocupação presente nos projetos político e estético de Hugo – é abordada pelo autor em profundidade por meio dos recursos poéticos, a partir da imagem do mar hostil e do afogamento. Assim, a miséria é tratada em dois aspectos: o material e o metafísico, pois gera o apagamento do miserável não somente em seu aspecto físico – a morte do corpo – mas também moral e espiritual – L’âme, à vau-l’eau dans ce gouffre, peut devenir un cadavre (HUGO, 2002a).

Downloads

Publicado

10/03/2020

Edição

Seção

Artigos