Estranhos prodígios: grotesco, medievalismo e poema em prosa em Aloysius Bertrand

Matheus Victor Silva

Resumo


O medievalismo de Bertrand mostra-se muito mais rico do que aquele que entrou em voga na década de 1830 na França, não só pela riqueza de detalhes (muito longe de um simples pitoresco), mas, sobretudo, pela forma como se dispõem através de sua imagética. A forte presença de tensões em todos os níveis dos poemas do Gaspard, garantidas pela estética grotesca de sua imagética, permitiu ao poeta a elaboração de um rico quadro do Medievo e de sua cosmovisão. Considerando a importância que o resgate do passado teve para a escola romântica, buscamos refletir sobre o funcionamento de tais mecanismos desenvolvidos por Bertrand, enquanto meios para o restabelecimento de uma realidade plena, tão buscada pelos artistas de então.


Palavras-chave


Grotesco; Poema em prosa; Romantismo; Medievalismo; Aloysius Bertrand;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 2526-2955