“La gent irritable – La trêve”, de Saint-Pol-Roux: uma tradução

Camila Soares López

Resumo


O Simbolismo francês não apenas resultou em obras literárias, mas, também, em agrupamentos e publicações periódicas. Nas chamadas petites revues, os entusiastas do movimento puderam, ao final do século XIX, divulgar suas produções. Nessas folhas, a crítica literária obteve papel de destaque e ilustrou as relações estabelecidas entre escritores e imprensa da época, que se encontravam imersos em uma atmosfera combativa e evolucionista da literatura. Neste artigo, propomos uma tradução de “La gent irritable – La trêve”, texto de crítica assinado por Saint-Pol-Roux e publicado pelo Mercure de France, petite revue simbolista fundada em 1890. Nas linhas assinadas por Saint-Pol-Roux, é possível encontrar exemplos daquilo que caracterizou a crítica simbolista, o seu momento de publicação e as particularidades do campo literário do fin-de-siècle.


Palavras-chave


Simbolismo; Mercure de France; Crítica Literária;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 2526-2955