O Surrealismo dialético de Paul Éluard:

temas e motivos nos versos de Poésie ininterrompue

Autores

  • Victor André Pinheiro Cantuário UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Letras - Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários. Araraquara – SP – Brasil http://orcid.org/0000-0002-1706-1016

Palavras-chave:

Paul Éluard, Surrealismo, Poesia francesa do século XX

Resumo

O objetivo do artigo é demonstrar o uso do recurso surrealista do jogo dialético nos versos de Poésie ininterrompue, do poeta francês Paul Éluard. O caminho percorrido para se atingir o proposto objetivo é o seguimento das considerações de Vernier (1971) e Adereth (1987) no que diz respeito à maneira como leem a poesia de Éluard naquele livro em particular como um recorte que traduz toda a sua obra, tanto marcada pela adoção da dialética quanto pelo apelo ao paradoxo. Nota-se, dessa forma, que Éluard, para além de um mero poeta agregado a uma estética em particular, constrói uma poesia de reconhecimento, de denúncia, de engajamento e de sensibilidade, compondo cenários ora desesperadores, ora de encantamento, valorizando a natureza e o esforço individual como caminho para a emancipação humana de toda forma de dominação. Nesse sentido, Éluard mostra-se um poeta dialético, sem que a oposição característica da dialética se imponha como algo negativo, afinal, a dialética éluardiana quer esclarecer em vez de anuviar, e, esclarecendo, despertar a consciência para se libertar.

Biografia do Autor

Victor André Pinheiro Cantuário, UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Letras - Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários. Araraquara – SP – Brasil

Victor André Pinheiro CANTUÁRIO – Doutorando em Estudos Literários pela Universidade Estadual de São Paulo (UNESP). Mestre  em Planejamento e Políticas Públicas (2019) pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Graduado em Filosofia (2012) pela Universidade Estadual do Amapá (UEAP). Graduado em Letras-Francês (2008) pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Professor na Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Macapá, Amapá, Brasil.

 

Currículo acadêmico: http://lattes.cnpq.br/5400803841633748

 

Downloads

Publicado

30/03/2021

Edição

Seção

Artigos