Le Grand Meaulnes de Alain-Fournier: aventura romanesca e poesia

Norma Domingos

Resumo


Este trabalho objetiva apontar algumas características da linguagem poética de Le Grand Meaulnes (1913) de Alain-Fournier (1886-1914). Com efeito, a obra marca uma etapa importante na crise do romance, visto que, a partir da metade do século XIX, a literatura francesa assiste, por um lado, ao triunfo dos romances realista e naturalista, com grandes representantes como Flaubert, Balzac e Zola e, por outro, na contra-corrente dos aspectos burgueses do gênero e correspondendo aos anseios dos simbolistas pela criação de uma linguagem condensada, imagética e sugestiva, à emergência do conto poético. Assim, a aventura romanesca de Fournier, publicada em 1913, em La Nouvelle Revue Française e, posteriormente, editada por Emile-Paul, resulta desse período de mudanças e consegue, sem abandonar a poesia, reencontrar o romanesco, marcando o início de uma época em que a poesia invade o romance, transfi gurando sua realidade cotidiana.

Palavras-chave: Alain-Fournier. Le Grand Meaulnes. Romance. Prosa poética. Poesia.

Palavras-chave


Alain-Fournier; Le Grand Meaulnes; Romance; Prosa poética; Poesia

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 2526-2955