A forma poética do mundo: notas sobre o poema em prosa “Paisagem”, de Julien Gracq

Flávia Nascimento Falleiros

Resumo


Nesse artigo, examinamos o “lócus” da paisagem por meio da leitura de um poema em prosa da coletânea “Liberté grande”, de Julien Gracq. Nosso intento é o de compreender que estratégias retóricas utiliza o poeta a fim de recriar – ou criar – por meio do verbo, o espaço à sua volta. A expressão “estratégia retórica” é utilizada, aqui, em seu sentido lato, e diz respeito aos artifícios de que lança mão o poeta para dar visibilidade icônica ao espaço descrito, explorando a paisagem por meio da linguagem e desvendando, assim, um pouco da forma poética do mundo.

Palavras-chave


Julien Gracq; Visibilidade icônica; Forma poética do mundo;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 2526-2955