O enigma do valor ou: por onde começar?

Vicki Kirby

Resumo


O artigo inicia com a discussão do conceito marxiano de capital para então proceder a sucessivas ampliações do escopo dos problemas por ele levantados. O que está em questão é a noção mesma de uma economia política do valor. Com isso em vista, debates pós-estruturalistas, antropológicos, psicanalíticos e feministas são mobilizados para discutir o problema da natureza da linguagem, assim como da tradução entre esta última e aquilo que aparece como seu exterior. Contrapondo-se à divisão natureza/cultura e outros binarismos correspondentes – no interior dos quais um dos termos frequentemente aparece como estático, em falta, mudo ou passivo –, o artigo conclui com a proposta de uma visão alargada do que constitui as relações sociais, na qual a Vida figura como um sistema de autorreferência em que a diferença presumida entre o que é material e o que é ideológico não pode mais ser sustentada.

Palavras-chave


Economia política; Valor; Capital; Linguagem; Vida;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-0241
ISSN: 0101-3459