Esboço de uma disciplina em crisa: a disputa metodológica na ciência política norte-americana

Christina W. Andrews

Resumo


Este artigo toma a mais recente disputa metodológica na Ciência Política norte-americana como ponto de reflexão de questões permeando a disciplina e seu papel nas Ciências Sociais. Essa disputa tornou-se pública em 2003, quando um grupo de mais de 200 cientistas políticos norte-americanos manifestouse contra a linha editorial adotada pela revista American Political Science Review, que dava preferência à publicação de artigos baseados em modelos matemáticos e na teoria dos jogos. O artigo apresenta as origens históricas da fragmentação disciplinar das Ciências Sociais e discute suas consequências para a construção do conhecimento na área da Ciência Política na atualidade. Argumenta que a expansão de trabalhos acadêmicos que se identificam com subáreas das disciplinas tradicionais – i.e. Sociologia Política, Antropologia Política, Sociologia Econômica e Economia Política, etc. –, ao contrário de indicarem o aprofundamento da fragmentação das Ciências Sociais, mostram uma tendência para a recomposição de seu corpus metodológico.

Palavras-chave


Disputa metodológica; Movimento Perestroika; Fragmentação disciplinar; Ciência política; Ciências sociais;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-0241
ISSN: 0101-3459