Período crítico e aquisição fonológica do inglês por falantes brasileiros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e12136

Palavras-chave:

Aquisição fonológica, Inglês, Português brasileiro, Segunda língua, Período crítico,

Resumo

Este artigo trata da discussão a respeito da influência da idade de início de aquisição no processo de aprendizagem de uma língua estrangeira. Para isso, foram analisados três processos fonológicos do inglês a serem adquiridos por falantes de português brasileiro. Foram aplicados experimentos relativos ao vozeamento de fricativa em coda, retração de acento e acentuação, para informantes de três níveis de proficiência: básico, intermediário e avançado. Os resultados apontaram que, para dois dos processos (retração de acento e acentuação), o fator idade foi relevante – ao menos em determinados níveis de proficiência. Por outro lado, o vozeamento não foi adquirido por nenhum nível de proficiência, independentemente idade de início do processo de aquisição.

Biografia do Autor

Raquel Santana Santos, Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. São Paulo – SP - Brazil.

área aquisição da linguagem, fonologia

Departamento de Linguística

Carina Fragozo, Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. São Paulo – SP - Brazil.

Aquisição da Linguagem

Publicado

29/10/2020

Edição

Seção

Artigos Originais