A influência da capacidade de memória de trabalho na geração de inferências e na compreensão leitora

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e13543

Palavras-chave:

compreensão leitora, capacidade da memória de trabalho, geração de inferências

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo investigar se existe uma relação entre a Capacidade de Memória de Trabalho de estudantes do Ensino Médio Técnico, a geração de inferências e a compreensão leitora em L2. Um grupo de 36 alunos do terceiro ano do Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Sertão participou deste estudo. Os participantes eram falantes pré-intermediários de inglês como L21. Os instrumentos utilizados neste estudo incluíram o Teste de Capacidade de Leitura (Reading Span Test); dois textos, sendo um narrativo e um expositivo; o Protocolo Pausa; e dois conjuntos de perguntas de compreensão (um para cada texto). Os dados coletados através do Teste de Capacidade de Leitura (Reading Span Test), as inferências geradas durante a leitura (categorizadas de acordo com o Modelo de Categorização de Inferências proposto por Narvaez, Broek e Ruiz (1999), bem como as respostas dos participantes às perguntas de compreensão foram analisadas e avaliadas tanto quantitativa quanto qualitativamente, sendo que os principais resultados mostram que a Capacidade de Memória de Trabalho se correlaciona positivamente com a compreensão leitora e também com inferências explicativas, que estão diretamente ligadas à compreensão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Deise Caldart Roscioli, IFRS - Campus Sertão

Possui graduação em Letras: Português Inglês e Respectivas Literaturas pela URI - Campus de Erechim (2009), Mestrado em Letras/ Inglês e Literatura Correspondente pela UFSC (2012) e Doutorado em Estudos da Linguagem pela UFSC (2017). Atua como professora de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico no IFRS - Campus Sertão desde 2013, onde ministra as disciplinas de Língua Inglesa, Inglês Instrumental e Língua Portuguesa/Literatura. Atualmente é coordenadora do Curso Técnico em Agropecuária nas modalidades Integrado e Subsequente ao Ensino Médio no IFRS - Campus Sertão. Também coordena o projeto de ensino Sertão Bilíngue e participa do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero e Sexualidade (NEPGS). Possui experiência no ensino de Inglês como Língua Estrangeira para crianças, adolescentes e adultos e como tutora de ensino a distância, além de já ter trabalhado com tradução e interpretação dos pares linguísticos Português/ Inglês. Os interesses incluem ensino e aprendizagem de Língua Inglesa e Língua Portuguesa, em especial o uso de jogos e tecnologias no ensino de idiomas.

Lêda Maria Braga Tômitch, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis - SC - Brasil

Departamento de Língua e Literatura Estrangeira

Publicado

09/02/2022

Como Citar

ROSCIOLI, D. C.; TÔMITCH, L. M. B. A influência da capacidade de memória de trabalho na geração de inferências e na compreensão leitora. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 66, 2022. DOI: 10.1590/1981-5794-e13543. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/13543. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais