Conhecimento, criatividade e produtividade sob a perspectiva da linguística funcional centrada no uso

Autores

  • Maria Angelica Furtado da Cunha Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Programa de Pós-graduação em Estudo da Linguagem. Natal – RN – Brasil. https://orcid.org/0000-0002-3128-6852
  • Maria Maura Cezario Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Programa de Pós-graduação em Linguística. Rio de Janeiro – RJ – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e15041

Palavras-chave:

Conhecimento, criatividade, produtividade, Linguística Funcional, Gramática de Construções

Resumo

Discutimos, neste artigo, as noções de conhecimento, criatividade e produtividade linguísticos tal como são concebidas na Linguística Funcional e na Gramática de Construções, fazendo também uma revisão, embora mais breve, desses conceitos na Gramática Gerativa. Nesse sentido, revisitamos a postura que diferentes linguistas adotam em relação a essas noções, confrontando-as e ressaltando suas divergências. Relacionamos cada uma das concepções aos pressupostos teóricos específicos de cada modelo de análise, apontando, ainda, o desenvolvimento que tais noções tiveram ao longo do tempo, resultado do próprio desenvolvimento da Linguística como ciência. Caracterizamos a construção e suas propriedades e, sob o enquadre de modelos construcionistas, relacionamos a criatividade e a produtividade à propriedade de esquematicidade das construções. Por fim, baseadas na Linguística Funcional Centrada no Uso, examinamos a construção transitiva e as construções VAdjADV e VAdj-mente do português do Brasil, para ilustrar a atuação da criatividade e da produtividade e de fatores comunicativos e cognitivos que motivam novos usos dessas construções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

25/04/2023

Como Citar

FURTADO DA CUNHA, M. A.; CEZARIO, M. M. Conhecimento, criatividade e produtividade sob a perspectiva da linguística funcional centrada no uso. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 67, 2023. DOI: 10.1590/1981-5794-e15041. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/15041. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais