O mundo é como é?

Resistências e (re)existências por meio dos estudos do discurso

Autores

  • Débora de Carvalho Figueiredo Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis – SC – Brasil.
  • José Augusto Simões de Miranda Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis – SC – Brasil. https://orcid.org/0000-0002-0057-1685

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e17255

Palavras-chave:

estudos criticos do discurso, transdisciplinaridade, poder, resistências

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Augusto Simões de Miranda, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis – SC – Brasil.

Doutorando e Mestre em Inglês: Estudos Linguísticos e Literários pelo Programa de Pós- Graduação em Inglês da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGI/UFSC)

Publicado

05/10/2023

Como Citar

FIGUEIREDO, D. de C.; MIRANDA, J. A. S. de. O mundo é como é? : Resistências e (re)existências por meio dos estudos do discurso. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 67, 2023. DOI: 10.1590/1981-5794-e17255. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/17255. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Resenhas