O discurso da norma na gramática de João de Barros

Autores

  • Diana Luz Pessoa de Barros

Palavras-chave:

Semiótica discursiva, história das idéias lingüísticas, discurso da gramática, discurso da norma, intertextualidade,

Resumo

O estudo sobre o discurso da norma na Gramática de João de Barros é parte de uma pesquisa em desenvolvimento acerca do discurso da norma em gramáticas da língua portuguesa, do século XVI à atualidade, no âmbito do projeto coletivo "História das idéias linguisticas no Brasil: ética e política das línguas". As gramáticas são analisadas como discursos, na perspectiva teórica e metodológica da semiótica discursiva francesa. São examinados, particularmente, três procedimentos discursivos: as modalizações dos sujeitos e dos objetos, que constituem três tipos de discursos da norma - a norma natural, predominante em João de Barros, a norma prescritiva e a norma usual - ; as projeções enunciativas de pessoa e de tempo na gramática em exame; as relações intertextuais entre o discurso da norma na gramática e os discursos gramaticais da época, com que João de Barros concorda, e também com o discurso colonialista português, o da Monarquia e o da Igreja, da época, discursos que sua gramática ajuda a construir, sobretudo pelos exemplos.

Downloads