O decálogo da desconstrução: tradução e desconstrução na obra de Jaques Derrida

Érica Lima, Marcos Siscar

Resumo


Este trabalho tem como objetivo traçar um retrato em negativo daquilo que se poderia chamar o método de leitura da desconstrução como ponto de partida para se entender o processo de tradução como forma de constituição do sentido. O estatuto ambivalente da desconstrução tem um correspondente na situação teórica da tradução, na medida em que supõe a diferença constitutiva de toda leitura, implicando uma sobrevivência da língua do outro.


Palavras-chave


Desconstrução; Jacques Derrida; tradução; métodos críticos;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1981-5794